A situação com a qual os agentes penitenciários de Mato Grosso do Sul estão sujeitos nos últimos meses por causa de atos realizados pelo PCC (Primeiro Comando da Capital) - inclusive um atentado contra um agente em Naviraí - motivou a convocação para uma manifestação na segunda-feira (5) logo pela manhã.
 
No caso, a manifestação terá como maior foco o Complexo Penitenciário de Campo Grande, onde vários integrantes da facção paulista estão presos, mas deve ocorrer na maioria das unidades do Estado. O protesto deve começar às 8h e algumas atividades devem ficar paralisadas, sendo realizadas apenas o trabalho essencial.
 
A convocação foi publicada nesta sexta-feira (2) pelo Sinsap-MS (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciaria do Estado de Mato Grosso do Sul), horas depois da divulgação de um alerta para os agentes penitenciários redobrarem a atenção com a segurança pessoal, devido ao clima tenso no Estado.
 
O PCC fez aniversário no dia 31 de agosto e, por isso, festas foram realizadas em presídios. No de Campo Grande, a comemoração contou com bebidas e até selfies feitas com aparelhos smartphones dentro das celas.
 
Ao chamar a manifestação, o Sinsap reforça que há falta de segurança e descontrole de aspectos disciplinares no sistema penitenciário, além de excesso de rotinas e reduzido número de servidores no setor, aumentando a insalubridade e precariedade dos serviços dentro dos presídios.

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário