Firmado no fim de setembro deste ano, o acordo entre o Sindicato Rural de Aquidauana, representado pelo presidente Frederico Borges Stella, e o 9º Batalhão de Engenharia de Combate, por meio de seu comandante, Cel. José Diderot Fonseca Júnior, começa a dar os primeiros frutos.

O projeto, que conta ainda com a participação do SENAR/MS, tem por objetivo qualificar mão-de-obra entre os militares, especialmente aqueles que não têm perspectiva ou desejo de engajamento na carreira.

Para isso, serão oferecidos cursos de qualificação profissional que podem possibilitar um redirecionamento de carreira sem a necessidade de uma mudança de cidade, uma vez que o foco da parceria é o mercado de trabalho do agronegócio.

“A necessidade de recolocação profissional num ambiente em que o agronegócio tende a gerar mais oportunidades de trabalho e a possibilidade de fixação dos indivíduos em nossa região foram os motivos que nos levaram a conceber o projeto”, afirma Frederico Stella.

Os resultados começam a aparecer, com a solicitação por parte do exército de quatro cursos para o mês de novembro, que devem qualificar mais de cinquenta militares. A parceria, que está apenas no início, gera a expectativa de bons resultados e mais militares qualificados nos próximos meses.

Fonte: Informativo Sindicato Rural


Deixe seu comentário