Passou na primeira votação da câmara a PEC do teto dos gastos públicos. O que isso tem a ver com a pecuária??? Numa primeira vista pode passar até despercebida, mas é extremamente importante para todos os setores da economia. Primeiro o governo Temer mostra um poder enorme no congresso, teve 366 votos a favor, um número expressivo, superou em muito a maioria de 3/5 necessários para aprovação de uma emenda constitucional. A segunda é que efetivamente mostrou que o ajuste das contas públicas é coisa real e seria. Com isso a agenda econômica do país muda radicalmente, desde o primeiro mandato do Lula não havia uma decisão tão clara e objetiva no sentido de ajuste das contas.  

O que isso significa? O teto de gastos por 20 anos indica que o governo deve gastar o mesmo que gasta hoje corrigido pela inflação, ou seja os está congelando os gastos em termos de valores reais. Isto implica que se a economia crescer o aumento de receita decorrente disso será usado para pagar a dívida pública. Dessa forma o governo sinaliza ao mercado uma trajetória descendente do estoque de dívida, com isso abre espaço para uma queda de juros. Dessa forma, investimentos passam a ser viáveis e com isso vem o crescimento sustentável da atividade econômica. À pecuária então deve ser beneficiada primeiro pela reversão no processo de encolhimento do mercado interno, ou seja, mais atividade econômica, mais renda e mais consumo. Esse "mais consumo " pode vir em duas formas quantidades e qualidade. Dessa forma, empresário da pecuária deve rever seus projetos e analisar seus investimentos, que vão ficar mais atrativos, pois a trajetória e as expectativas mudam completamente. Lógico, vão perguntar e para este mês? Não é para os próximos meses e anos, mas é uma mudança real de expectativas. Saímos de uma perspectiva de grande arrocho econômico para uma perspectiva de crescimento lento e sustentável. Agora ainda restam 3 votações, segundo turno da câmara e mais duas no Senado.

O teto vale para todos os níveis de administração pública:federal, estadual e municipal.
Sergio De Zen CEPEA

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário