Foi assinado na quarta-feira (21) o acordo entre a Justiça Estadual e o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) de Mato Grosso do Sul que garantirá o desenvolvimento de cursos de iniciação profissional e qualificação básica na área de construção civil para presos no regime semiaberto e aberto.
 
A iniciativa, segundo o TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), abrirá 80 vagas no curso de pedreiro de alvenaria, que contará com aulas práticas e teóricas realizadas no local em que os detentos estarão trabalhando.
 
Também há previsão de outros cursos - encanador e eletricista - serem oferecidos pelo Senai através do convênio, celebrado com a 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande e que complementa o trabalho das varas de execuções penais às reformas de escolas e delegacias em Mato Grosso do Sul.
 
"A parceria entre o poder judiciário estadual, a Secretaria de Segurança e o Senai não só possibilitará a qualificação dos presos, mas principalmente servirá de ensinamento para quando deixarem o sistema prisional possam levar uma vida honesta e saudável", frisa o presidente do TJ-MS, o desembargador João Maria Lós.
 
Já o juiz da 2ª Vara de Execução Penal, Albino Coimbra Neto, comenta que a cooperação técnica é fundamental para qualificar uma ação que já existe, por meio do projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", que consiste nas reformas das escolas e do projeto "Mãos que Constroem".

Fonte: Nyelder Rodrigues - Campo Grande News


Deixe seu comentário