A PRF (Polícia Rodoviária Federal) usou um helicóptero para interceptar, na manhã de hoje, uma carreta Scania que levava pelo menos três toneladas de maconha do Paraguai para o estado de São Paulo. A apreensão ocorreu na BR-463, no município de Dourados, a 233 km de Campo Grande. O caminhoneiro Jorge Marcial da Silva, 53, morador em Pirapozinho (SP), foi preso em flagrante. A PRF também prendeu, no distrito de Amandina, no município de Nova Andradina, o batedor da carga, que estava em um Fiat Palio e está sendo encaminhado para Dourados.
 
A apreensão – A maconha foi descoberta depois que policiais rodoviários que sobrevoavam a região de fronteira estranharam o fato de a carreta estar com dois dos três eixos traseiros levantados – indício de que o veículo estava vazio. As equipes terrestres foram acionadas e saíram em perseguição. Na primeira tentativa de abordagem, próximo à ponte sobre o Rio Dourados, o motorista desobedeceu à ordem de parada e continuou viagem com destino a Dourados.
 
Alguns quilômetros adiante ele parou a carreta e os policiais perceberam que nas laterais da carroceria existia um fundo falso, onde estavam os tabletes de maconha. Jorge contou que foi contratado por R$ 15 mil para levar a maconha até São Paulo. Ele alegou que veio para a fronteira à procura de frete e quando estava em um posto de combustíveis em Ponta Porã foi procurado por um homem desconhecido que lhe ofereceu o dinheiro para transportar a carga.
 
O motorista, que é dono da carreta, disse que o desconhecido passou dois dias com o veículo no Paraguai, preparando a maconha no fundo falso. A carreta foi levada para o posto da PRF em Dourados para ser retirada e pesada. Jorge vai ser encaminhado para a Polícia Federal e autuado em flagrante por tráfico.

Fonte: da Redação


Deixe seu comentário