Uma abordagem da PRF (Polícia Rodoviária Federal) realizada no posto de fiscalização da BR-163 em Dourados, distante 228 quilômetros da Capital, resultou na apreensão de 139 tabletes de cocaína pura, dois fuzis 5.56/2,23 (tipo AR 15) e munições para pistolas de calibre .40 e 45.

Todo esse material ilícito estava no fundo falso da carroceria de uma carreta com placas de Campo Grande. O motorista foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Federal da cidade.
 
De acordo com a PRF, a carreta Mercedes Benz placa ABV-7444 de Campo Grande foi abordada às 10h. O motorista, morador em Presidente Prudente, no estado de São Paulo, informou que veio à região para buscar um carregamento de açúcar com destino a Santos. No entanto, demonstrou nervosismo e motivou maiores averiguações por parte da equipe policial.
 
Foi nesse momento que os agentes federais encontraram um fundo falso na carroceria da carreta. Ali foram encontrados os materiais avaliados em R$ 3 milhões pela PRF. Os fuzis, por exemplo, são comprados no Paraguai por valor médio de US$ 12 mil e nos grandes centros do Brasil, como no eixo Rio-São Paulo, são comercializados por até R$ 70 mil cada um.
 
Aos policiais, o motorista, Laudemir Bispo Sanches, que completa 40 anos hoje,  informou que ganharia R$ 15 mil para buscar a droga, as armas e as munições. Ele disse ter chegado em Ponta Porã, a 313 quilômetros da Capital, na noite de terça-feira (15). Na fronteira com o Paraguai, entregou a carreta para traficantes que lhe devolveram nesta manhã. Já com o veículo, ele passaria em Dourados para carregar açúcar e disfarçar o tráfico.
 
Após a pesagem da droga, a PRF confirmou que a carreta transportava 150 quilos de cocaína. (Colaborou Adilson Domingos)

Fonte: André Bento, de Dourados - Midiamax


Deixe seu comentário