O PMDB já começou a se movimentar nos bastidores para agregar os velhos aliados em torno de projeto eleitoral com a meta de reconquistar o Governo do Estado nas eleições do próximo ano. O ex-governador André Puccinelli é o principal nome lembrado pelos peemedebistas para enfrentar o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em 2018. Na avaliação de lideranças políticas, mesmo faltando quase dois anos para o pleito, as conversas preliminares sobre a sucessão estadual são inevitáveis. 
 
Atento às articulações de líderes peemedebistas, Azambuja abrirá, em fevereiro, a temporada de “caça de aliados” para apoiar a sua reeleição. A estratégia do governador é neutralizar o fortalecimento da oposição e, sobretudo, do PMDB.
 
Diante dessa movimentação, tudo indica que os dois partidos polarizarão a campanha eleitoral depois da retirada de Delcídio do Amaral (ex-PT) da política com a cassação do seu mandato de senador. Delcídio quem foi para o segundo turno, em 2014, disputar com Azambuja o governo do Estado. E não o PMDB de Nelsinho Trad. Com Delcídio fora, abre espaço para a volta de Puccinelli no cenário político.

Fonte: Correio do Estado


Deixe seu comentário