Trio foi preso em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico depois de serem surpreendidos com 600 comprimidos de Ecstasy. A prisão foi realizada por policiais da Derf (Delegacia Especializada de Repressão aos Roubos e Furtos) na tarde desta quarta-feira (16), próximo à faculdade localizada na Avenida Afonso Pena.
 
O estudante de direito Kleiton Dias Duarte, de 22 anos, Rennan Alexandre Oliveira Amaro, de 26 anos e Murilo Assis Rodrigues, de 25 anos, foram flagrados durante investigações da delegacia especializada.
 
Os investigadores apuravam os crimes que atingem as regiões do Imbirussu ao Segredo, quando receberam informações que uma quadrilha negociava drogas sintéticas nos arredores da FACSUL (Faculdade Mato Grosso do Sul). As equipes então passaram a monitorar o local e perceberam a aproximação de dois veículos, uma picape branca e um Chevrolet Astra.
 
Ao notaram a presença dos investigadores, o condutor da picape fugiu em alta velocidade, mas os ocupantes do Astra foram abordados. No carro estavam os três suspeitos e com eles 600 comprimidos de Ecstasy, droga estimulante à base de anfetaminas, que pode causar a morte. 
 
Para a polícia, Kleiton afirmou que essa era a segunda vez que ele entregava o ecstasy em Campo Grande. Segundo o delegado Reginaldo Salomão, o rapaz confessou que comprava a droga em Santa Catarina e vendia cada comprimido por R$ 15. O estudante e os comparsas foram presos por tráfico e associação para o tráfico de drogas.
 
Presos em flagrante, o trio deve passar por audiência de custódia com representação do delegado responsável pelo caso, pela conversão da prisão em flagrante em preventiva. Kleiton já possui passagem por violência doméstica e Rennan por perturbação da tranquilidade. 

Fonte: Geyse Carnes - Midiamax


Deixe seu comentário