Momento em que trabalhador rural chega ao hospital de Corumbá
A briga familiar em uma fazenda na região da Nhecolândia, no Pantanal de Corumbá, que terminou com o filho morto pelo pai na manhã do domingo (28), teve como motivo o sumiço de um pen drive. A informação consta no boletim de ocorrência, registrado na Delegacia de Polícia Civil de Corumbá.
 
De acordo com o registro policial, já irritado, Anderson da Silva Soares, 32 anos, foi questionar a mãe pelo sumiço do pen drive. Queria que ela entrasse em contato com o responsável pela contratação de funcionários, pois acreditava que um dos peões havia levado o dispositivo.
 
A negativa da mãe, que alegou ser domingo, e o pedido para que o pai dele não fosse incomodado com o problema, deixaram o rapaz ainda mais irritado. Ele pegou uma faca e partiu para cima da própria mãe que gritou e correu. O pai dele, Adirson Bispo Soares, 59 anos, ouviu os gritos e ao perceber que a esposa estava em risco, tentou conter o filho. Mas, foi derrubado no chão e golpeado na barriga,  sofrendo a evisceração (parte das vísceras estava para fora).
 
A mulher ainda tentou tirar a faca das mãos do filho, mas acabou caindo. Na intenção de se defender, Adirson pegou a faca e golpeou Anderson. Ferido, o rapaz chegou a andar por alguns metros e caiu no chão.
 
O dono da fazenda foi informado do ocorrido e encaminhou dois aviões para o socorro médico. A morte de Anderson da Silva Soares foi constatada no local. Adirson Bispo Soares foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, posteriormente à Santa Casa, onde permanece internado. Na Delegacia de Polícia Civil de Corumbá, que investiga o caso, o boletim de ocorrência foi registrado como homicídio simples.
 

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário