Douradense preso durante megaoperação.

Na manhã desta quarta-feira (24), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, por meio da 2ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico (DIN/Denarc), deflagrou a Operação Reflexo em combate ao tráfico de drogas sintéticas. Trinta e duas pessoas foram presas,  além da apreensão de drogas, armas, munição, aparelhos celulares e veículos. A ação foi realizada simultâneamente em cinco estados do país. Entre os presos estava um douradense de 27 anos, que revendia as drogas em baladas vips no Mato Grosso do Sul. Ele foi detido em casa, na Rua Izaat Bussuan, no Jardim América, em Dourados.

Conforme o delegado Thiago Lacerda, a investigação, que durou cerca de 10 meses, identificou uma organização criminosa atuante em diversos estados brasileiros com foco principal no tráfico de drogas sintéticas. "Os entorpecentes, em sua maioria vindos de fora do país, eram distribuídos em festas de música eletrônica a jovens de classe média e alta", disse Lacerda.

O delegado Mario Souza, Diretor de Investigações, relatou que a organização criminosa tinha seus principais líderes em Balneário Camboriú, de onde a droga era trazida para ser distribuída. Segundo ele, o giro de dinheiro seria em torno de R$ 500 mil por mês. No Rio Grande do Sul, o foco da investigação se concentrou no litoral norte, onde as drogas eram comercializadas principalmente no período do verão, além da Capital e região metropolitana.  

A ação desta manhã contou com a participação de 380 policiais civis dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul, onde foram cumpridos mais de 80 mandados judiciais em 15 cidades. Após a finalização dos procedimentos de polícia judiciária, os presos serão encaminhados ao sistema prisional.

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário