Valdenir Rezende/Correio do Estado
Procurador jurídico da Câmara Municipal, André Scaff, foi preso na manhã de hoje pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco). Mandado de prisão foi expedido pelo Juiz Carlos Alberto Garcete e Scaff foi encaminhado ao Centro de Triagem Anízio Lima, por volta das 11h.
 
Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul (OAB/MS), Mansour Karmouche, informou que a OAB não foi comunicada sobre a prisão de Scaff, que é advogado e tem prerrogativa da presença de represente da Ordem durante a prisão.
 
Advogado que representa o procurador, José Wanderley Alves, informou que está tendo dificuldades para acessar o sistema do judiciário.
 
OPERAÇÃO MIDAS
 
Scaff e a esposa dele, Karina Scaff, foram presos no dia 20 de setembro, durante operação Midas 2, do Gaeco, e foram soltos no dia seguinte em razão de habeas corpus concedido pela Justiça.
 
Ação foi desdobramento de operação realizada em maio deste ano, quando Scaff também foi preso por estar com munições em casa no momento da busca e apreensão. Ele era investigado por enriquecimento ilícito.
 
"Objetivo é a apuração da prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade documental", informou o Gaeco no mês passado.

Fonte: Correio do Estado


Deixe seu comentário