Uma mulher de 23 anos foi vítima de preconceito racial e agredida com um garfo nas nádegas, na tarde de ontem (27) em Anastácio, município distante 135 km de Campo Grande, após o autor ter se irritado com a vítima.
 
Segundo informações do boletim de ocorrência, a vítima de 23 anos estava servindo o almoço em seu local de trabalho, conhecido como Bar da Lídia, quando o irmão da proprietária se aproximou dela e disse que já a tinha visto nua em um determinado local.
 
A vítima então pediu para que o autor parasse de ficar "sondando" ela. O homem, de 42 anos ficou com raiva, pegou um garfo de cozinha e começou a golpear a mulher na região das nádegas, além de dar-lhe um tapa no rosto.
 
Ainda de acordo com o relato no boletim de ocorrência, o autor só parou de agredi-la fisicamente quando uma terceira pessoa chegou ao local e pediu para que as agressões cessassem.
 
Porém o autor começou a xingar a vítima usando palavras racistas como "sua preta encardida, carvão!".
 
A polícia foi acionada e o autor foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia de Anastácio.

Fonte: Fernanda Yafusso - Campo Grande News


Deixe seu comentário