Pedro Paulo Ajala Loubet, 50, foi encontrado morto com um tiro no peito, na manhã de ontem (25) às margens de um rio em Rio Brilhante, próximo a usina Eldorado, na ponte que faz divisa com os municípios de Angélica e Rio Brilhante, distante 163 km de Campo Grande.
 
Segundo informações do boletim de ocorrência, um amigo de Pedro acionou a polícia ao encontrar o corpo. Ele relatou que a vítima era motorista de uma van, que transportava pessoas de Deodápolis para Campo Grande. A testemunha informou que a vítima e os amigos estavam na cidade desde sexta-feira (21) para caçar porcos e pescar.
 
Conforme o filho de criação da vítima, Pedro saiu sozinho para pescar por volta de 4h de ontem e demorou voltar. O jovem disse ainda que a vítima fez uma ligação para a esposa antes de morrer pedindo ajuda e gritando "ai, ai,ai".
 
Ao chegarem no local para verem o que tinha acontecido, o encontraram morto. Os peritos constataram que a vítima tinha ferimentos na mão direita, peito e pescoço na altura da garganta, dando a entender que aparentemente, os ferimentos foram causados por disparo de arma de fogo calibre 22.
 
No bolso da calça da vítima, foram encontradas 36 munições intactas de arma calibre 22 e perto da cabeça, estava o celular que usou para se comunicar com a esposa.
 
Próximo ao corpo também foi encontrado uma espingarda de pressão com cano voltado para cima e após inspesioná-la, os peritos notaram que tinha uma munição deflagrada de calibre 22 ainda dentro do cano da referida arma. 
 
O corpo de Pedro estava a 30 metros da ponte e o local era de difícil acesso, sendo necessário usar barcos e deslocar em torno de 1,5 km em meio a mata para resgatá-lo. Segundo o registro policial, o corpo estava em cima de um girau de árvores, utilizado como ceva, para matar animais.
 
O corpo encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Dourados.

Fonte: Renata Volpe Haddad - Campo Grande News


Deixe seu comentário