Vice-ministro foi sequestrado e assassinado durante confronto na região
O ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero, disse, nessa quinta-feira (25) à noite, que tudo indica que o vice-ministro do Interior, Rodolfo Illanes, "foi covarde e brutalmente assassinado"  na região de Panduro, a 186 quilômetros de La Paz, depois de ser feito refém por mineiros quando tentava promover o diálogo.
 
Romero lembrou que Illanes pediu para dialogar com os mineiros, agrupados em cooperativas privadas, que entraram em violentos choques com a polícia durante o bloqueio de estradas. A categoria quer alugar suas concessões mineradoras para empresas privadas ou estrangeiras, o que é proibido pela Constituição.
 
Segundo o ministro do Interior, os cooperativistas fizeram uma série de declarações reconhecendo que tinham sequestrado o vice-ministro, apesar de terem usado o termo retido. "Por distintos meios de comunicação, temos apelado pela liberação de Illanes. Estamos trabalhando para que nos entreguem o corpo do vice-ministro", disse.
 
Em nome do governo, Carlos Romero manifestou repúdio ao crime. "Queremos não só expressar nosso repúdio a este crime sem precedentes, mas também pedir à Justiça que esclareça os fatos e estabeleça responsabilidades.", acrescentou.

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário