Vítima foi morta com tampa de metal na cabeça.
Preso por matar o trabalhador rural  Ilton Corrêa, de 53 anos, na madrugada desta quarta-feira, em Aquidauana, Adauto dos Santos, de 35 anos, acumula passagens há pelo polícia há pelo menos nove anos, desde 2007. Além deste homicídio qualificado por motivo fútil, já foi denunciado por roubo, furto, tráfico, lesão corporal, ameaça, violência doméstica, desacato, porte ilegal de arma de fogo e até mesmo desordem.
 
Ao ser abordado pela Polícia Militar em casa, Adauto confessou que espancou até morte Ilton usando um tampa de metal, após discussão por dose de cachaça. Os golpes foram dados somente na cabeça. O crime aconteceu na Rua Irmão Diacópoli, aos fundos do terminal rodoviário de Aquidauana, onde costumeiramente usuários de drogas e indigentes se reúnem. Segundo a polícia, a vítima trabalhava no campo e visitava a cidade um vez por mês em média.

 

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário