A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informa que o Sistema Integrado de Gestão Operacional (SIGO) voltou a funcionar desde sexta-feira (23), para que fossem concluídas as atualizações de boletins de ocorrências e outras informações referentes ao período em que esteve fora do ar. Para o para o público externo, principalmente com relação ao registro de Boletins de Ocorrências, o sistema está sendo restabelecido gradativamente nesta segunda-feira (26).
 
Até o momento todas as delegacias da Capital e da região estão com sistema o funcionando normalmente, além de quatro regionais do interior. A expectativa é que até o fim da tarde de hoje as atualizações dos dados do SIGO sejam concluídas para que  o sistema opere integralmente em todo estado.
 
Melhorias
 
De acordo com o secretário de Segurança Pública, José Carlos Barbosa, a partir desse novo contrato em breve os servidores da Coordenadoria Geral de Perícias também terão acesso ao sistema, que já integra as policiais Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros. “Outra mudança é que o Poder Judiciário também poderá ter acesso ao SIGO, isso gera economia e também facilita o trabalho do magistrado, que passará a ter acesso aos laudos periciais”, explicou.
 
Segundo Barbosa, o Governo terá um custo mensal de R$ 760 mil, esse valor será compartilhado entre a Sejusp que pagará R$ 350 mil, a Sefaz R$ 218 mil e o Detran R$ 191 mil. “A revisão do contrato com a empresa que administra o SIGO, vai gerar economia para a Secretaria de Segurança Pública, que vai investir esse recurso em melhorias na infraestrutura, aquisição de equipamentos, munições, equipamentos e treinamentos dos nossos policiais. Cada centavo economizado é revertido investimentos para a nossa própria estrutura”, pontuou o secretário.

Fonte: Sejusp


Deixe seu comentário