Foi condenado por furto um homem identificado apenas como A.V. da S., acusado de subtrair um suporte de bomba injetora, uma bomba hidráulica e um condicionador de ar. O crime ocorreu em uma escola especializada, enquanto o autor cursava aulas de mecânica automotiva. Ele pegou dois anos de prisão e pagamento de cinco dias-multa.
 
Por unanimidade, os desembargadores da 1ª Câmara Criminal deram provimento ao recurso interposto pelo Ministério Público. Consta nos autos do processo que A.V. da S. fazia o curso técnico e, valendo-se da facilidade com que tinha acesso aos equipamentos, entre os dias 4 e 5 de dezembro de 2013, furtou uma bomba hidráulica e um condicionador de ar.
 
No dia 5 o instrutor sentiu falta dos objetos que o apelado roubou no dia anterior e comunicou ao supervisor do curso. As fiscalizações foram intensificadas durante as aulas e, por esse motivo, foi possível observar o momento em que o acusado desmontou um suporte de bomba injetora e o guardou em uma bolsa.
 
Segundo o processo, ele pediu para sair mais cedo da aula e, quando percebeu que estava sendo observado, deixou a bolsa em que estavam os objetos no canto da sala. Os instrutores o abordaram e, questionado, confessou o crime. A justiça considerou que ele era culpado e por isso deferiu pela condenação, considerando também o valor alto dos objetos furtados.

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário