Deve voltar a Corumbá neste sábado, 28, a jovem de 18 anos sequestrada na última quinta feira por dois desconhecidos, em frente a Faculdade Salesiana de Santa Tereza, numa trama que só não teve desfecho mais trágico porque ela conseguiu fugir, pulando do carro no qual era transportada para a cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra, há 658 quilômetros da cidade fronteiriça.

Segundo informações, é o terceiro caso semelhante nos últimos tempos, com o mesmo “modus operandi”. Outras duas jovens teriam sido sequestradas e dopadas, sendo encontradas em Porto Quijarro, na divisa do Brasil com a Bolívia.  Para as autoridades a suspeita é de que a intenção é usar as vítimas no tráfico para exploração sexual.

Neste caso mais recente, a jovem foi abordada por dois homens, portando facas, na Praça que existe em frente a instituição de ensino, após às 18 horas. Como não retornou à casa no horário habitual, a família fez diversas tentativas de contato. Mensagem vinda do seu celular aumentou o nível de preocupação. “Ella está bien. No se preocupe!”, dizia a mensagem. Acionados, policiais da civil e PF estabeleceram contato com a Polícia boliviana, sendo informados, tempo depois, que a garota fora encontrada.

Em depoimento, a vítima relatou que passou horas sob o domínio dos suspeitos, que eram bolivianos. Em determinado momento ela conseguiu reagir, pulando do veículo e gritando por socorro. Sua ação despertou a solidariedade das pessoas. Os sequestradores fugiram no carro que usavam, de cor preta. Agora a jovem será ouvida e uma investigação envolvendo as policias dos dois países será iniciada.

Fonte: Redação


Deixe seu comentário