autor foi abordado em frente CBS
Apesar dos exaustivos alertas de que álcool e direção não combinam, que são grandes causadores de acidentes e mortes no trânsito e consequentemente se tornam uma combinação fatal, muitos insistem em desobedecer a lei, correndo riscos e colocando a vida dos outros em risco.

Foi o que aconteceu com J. H. A, de 33 anos, na Rua Estevão Alves Correia, no Bairro Alto, em Aquidauana. Ao abordar o condutor de um veículo, uma guarnição da Polícia Militar constatou que o mesmo estava com visível estado de embriaguez.

Exame de alcoolemia, o popular bafômetro, acusou a presença de 0,81 mg/L no organismo do “dito cujo”, quando o máximo permitido pela legislação de trânsito é de 0,05 mg/L. Diante deste quadro ele foi conduzido a Delegacia de Polícia e o veículo entregue à sua esposa. 

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário