Policiais Militares Ambientais de Bela Vista receberam informação hoje (14) pela manhã, de que à margem da Rodovia MS 384, nas proximidades da ponte sobre o Rio Estrelinha, haveria uma onça-parda, que teria sido atropelada e morta. A PMA foi ao local e verificou que o animal havia sido atropelado pela madrugada e morrera.
 
Os policiais fizeram o recolhimento da onça, uma fêmea adulta. A onça-parda será taxidermizada na Capital e será utilizada nos trabalhos de Educação ambiental da PMA.
 
A Educação Ambiental executada pela Polícia Militar Ambiental é realizada pelos Policiais e pelas crianças e adolescentes do Projeto Florestinha, na Capital e Interior em forma de atrativas de oficinas. 
 
Além da visitação ao museu de animais e peixes taxidermizados (empalhados), com palestra sobre fauna, pesca, atropelamentos de animais silvestres, tráfico, etc, também é realizado o teatro de fantoches, com peças envolvendo vários temas ambientais. Ainda o Plantio de mudas, com palestra sobre desmatamento, erosões e importância da flora, etc. Reciclagem de papel, com palestra sobre os problemas relacionados aos resíduos sólidos. 
 
Ciclo da Água, com palestras sobre o uso sustentável, poluição e escassez dos recursos hídricos. Casa da Energia. Trata-se de uma maquete de uma residência com todos os locais de consumo de energia (lâmpadas, chuveiros, ar condicionado, geladeira, microondas etc.).
 
Nessa semana, equipes de crianças e adolescentes do Projeto Florestinha realizam Educação Ambiental em escolas do município de São Gabriel do Oeste, com perspectiva de atendimento de mais de 1 mil alunos.
 
ONÇA PARDA - A onça-parda, puma, ou suçuarana é encontrada em todas as Américas, desde o Canadá, ao extremo sul da América do Sul. Vive em torno de 15 anos e em alguns locais pode atingir até 100 quilos. É um animal solitário e prefere viver em lugares de difícil acesso, florestas, desertos e montanhas. Geralmente caça ao entardecer. 
 

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário