A proprietária (36), residente em Costa Rica, realizou a derrubada de dez árvores
Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Costa Rica durante fiscalização em um Pesque e Pague do município na quinta-feira (13) à tarde, verificou o corte e armazenamento de madeiras, e ainda a criação de suínos dentro da Área de Preservação Permanente (APP).
 
A proprietária (36), residente em Costa Rica, realizou a derrubada de dez árvores de diversas espécies das matas ciliares, que são protegidas por lei. Nesta área, também funcionava criação de suínos, atividade potencialmente poluidora.
 
O material lenhoso foi apreendido, a atividade foi imediatamente interditada e a infratora notificada a remover os animais e as instalações da área protegida. A responsável foi autuada administrativamente em R$ 10.000 e responderá por crime ambiental de destruir matas ciliares (Área de Preservação Permanente – APP). 
 
Se condenada poderá pegar pena de um a três anos de detenção.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário