Policiais Militares Ambientais de Campo Grande realizavam fiscalização nas propriedades rurais do município de Sidrolândia e localizaram na quarta-feira (19) pela manhã, em uma fazenda, a construção de valetas em áreas de nascentes.

O proprietário rural construiu os drenos degradando as nascentes (Área de Preservação Permanente – APP) de um pequeno curso de água que corta a propriedade, para o plantio de soja. Também houve o corte de várias árvores na área protegida.

O infrator, de 57 anos, residente na fazenda, foi autuado administrativamente e multado em R$ 40.000,00. Ele também responderá por crime ambiental de destruir área de preservação permanente. A pena para este crime é de um a três anos de detenção.

O autuado foi notificado a apresentar plano de recuperação da área degradada (PRADE), junto ao órgão ambiental.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário