Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas realizaram fiscalização ontem (5) à tarde, em uma empresa mineradora de basalto a céu aberto e verificaram que a atividade funcionava em desacordo com a autorização do órgão ambiental competente. 
 
A empresa possuía a licença ambiental de instalação (LI), porém descumpria condicionante. Não havia cobertura e nem piso de coleta de restos de combustíveis na área de abastecimento da frota, para prevenir poluição do solo, que era exigida na licença expedida e, como mostrava a bomba, já estava em atividade.
 
As atividades de abastecimento foram paralisadas e a empresa foi autuada administrativamente e multada em R$ 20 mil. Os responsáveis poderão responder por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora em desacordo com a autorização ambiental. A pena prevista é de detenção de três a seis meses.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário