Foram apreendidos 3m³ de madeira das espécies piúva e castelo, transformada em estacas para cerca
Policiais Militares Ambientais de Corumbá autuaram uma empresa de alimentos, com domicílio jurídico em Corumbá, por desmatamento e exploração de madeira irregular e incêndio. 
 
A PMA localizou ontem (23) no início da tarde as infrações, no assentamento Mato Grande, localizado no município, onde se constatou um desmatamento em 10 hectares medidos com GPS. Também foi verificada a exploração de madeira resultante da derrubada das árvores do desmatamento ilegal.
 
Foram apreendidos 3m³ de madeira das espécies piúva e castelo, transformada em estacas para cerca. Além disso, no momento em que a PMA chegou ao local, eram incendiados os restos vegetais resultantes do desmatamento nas leiras, envolvendo madeira grossa, o que é proibido, mesmo nos desmatamentos com autorização do órgão ambiental.
 
A empresa de gêneros alimentícios possuía um recibo de compra e venda do lote, o que também é ilegal e a PMA fará a informação ao Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA), para a possível retomada do lote.
 
As atividades foram interditadas. A empresa atacadista, importadora e exportadora de gêneros alimentícios, foi autuada administrativamente e multada em R$ 20.900. 
 
Os responsáveis responderão por três crimes ambientais e, se condenados, poderão pegar pena de três a seis meses de detenção pelo desmatamento; de seis meses a um ano de detenção pela exploração da madeira e; de dois a quatro anos de reclusão pelo incêndio do produto vegetal ilegalmente.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário