De acordo com o Ministério do Trabalho, 13.633 profissionais com direito ao Abono-Salarial ano-base 2014 ainda não sacaram o benefício no Mato Grosso do Sul. Em Corumbá, esse número é de 435 trabalhadores. O prazo para sacar o abano foi ampliado até o dia 31 de agosto, próxima quarta-feira. O valor é de um salário mínimo (R$ 880,00) e está disponível em qualquer agência da Caixa Econômica Federal.
 
Desde o início do calendário do ano-base 2014, foram pagos mais de R$ 18 bilhões a 22,2 milhões de trabalhadores, o que corresponde a 94,45% do total de beneficiários do PIS/PASEP. O recurso que não for sacado será devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
 
Têm direito ao abono salarial os trabalhadores que tenham exercido atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2014 e recebido até dois salários mínimos por mês nesse período. Além disso, é necessário estar cadastrado no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
 
Os trabalhadores podem consultar se têm direito ao benefício pelo portal http://abonosalarial.mte.gov.br/, inserindo CPF ou número do PIS/Pasep e data de nascimento.  Outras informações podem ser obtidas diretamente com a Caixa, no caso do PIS, no telefone 0800-726 02 07, ou Banco do Brasil, no caso do Pasep, pelo número 0800-729 00 01. Os atendentes da Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também podem ajudar.
 
Calendário ano-base 2015
O abano salarial ano-base 2015 está disponível desde 28 de julho. Os interessados devem ficar atentos às datas que são baseadas no aniversário de cada trabalhador. Nas agências da Caixa Econômica Federal, já está disponível para saque o abano de quem faz aniversário nos meses de julho e agosto. Para quem nasceu em setembro, fica disponível no dia 15 de setembro, quem nasceu em outubro, o abono está liberado a partir de 14 de outubro, e assim por diante. Lembrando que quem nasceu entre janeiro e junho, recebe no primeiro trimestre de 2017. O calendário do PIS pode ser conferido no site http://www.calendariodopis2015.com.br/abono-salarial-2015/.
 
No entanto, pelas novas regras definidas pela Medida Provisória 665, o trabalhador receberá 1/12 por mês trabalhado em 2015. Por exemplo, se ele trabalhou durante seis meses, ele vai ter o direito a sacar R$ 440,00 e não o salário mínimo completo (R$ 880,00). O recurso ficará a disposição do beneficiário até o dia 30 de junho de 2017. A estimativa é que 22,3 milhões de trabalhadores tenham direito ao benefício. Serão destinados cerca de R$ 14,8 bilhões para pagamento do abono salarial no calendário 2016/2017. 

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário