Pacote contendo 21 celulares e oito carregadores, nos fundos do Raio 3 do presídio
Na noite da última segunda-feira (19), um agente penitenciário de plantão na Penitenciária Estadual de Dourados (PED) flagrou o momento em que um homem arremessou um pacote contendo 21 celulares e oito carregadores, nos fundos do Raio 3 do presídio.

A ação também foi observada por um dos policiais militares que faziam a vigilância das muralhas, que imediatamente deu voz de prisão ao criminoso.
 
O homem, identificado como Lauzimar Santiago, foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil para registro de ocorrência e sanções cabíveis; ele confessou que essa não foi a primeira vez que praticou esse tipo de ilícito. A direção da PED agora apura para quem os equipamentos eram destinados, já que o depoimento de Lauzimar não foi conclusivo.
 
Para o diretor da penitenciária, José Nelson Amaral de Oliveira, o grande volume de celulares arremessados – tática arriscada para os criminosos, já que é menor a garantia que os equipamentos cheguem ao seu destino final – acaba sendo um sinal positivo, pois indica que outros métodos de introdução de materiais proibidos também não estão obtendo sucesso na unidade prisional.
 
O diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia, também destaca a eficiência dos agentes penitenciários e policiais militares, no sentido de coibir a entrada de celulares, drogas etc.

Segundo ele, além desse esforço inicial, os profissionais da Agepen também se empenham na realização de operações pentes-finos e em revistas pontuais rotineiras para retirar da posse de detentos todo o tipo de ilícito.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário