Durante visita a Corumbá, nesta segunda-feira, o governador Reinaldo Azambuja recebeu documento do Instituto da Mulher Negra do Pantanal, onde sua presidente, Ednir de Paula, faz um agradecimento ao Governo do Estado pela execução da obra da recuperação do telhado da sede da entidade, situada no centro da cidade, ameaçado de desabar por falta de manutenção. O investimento (R$ 40,8 mil) beneficia diretamente mulheres de Corumbá e Ladário que participam de cursos de corte e costura neste espaço.
 
 
“Tínhamos a obrigação de agradecer o governador, pessoalmente e por meio de documento, porque ele cumpriu um compromisso que assumiu conosco ainda em campanha eleitoral, em 2014, ao visitar a nossa sede e se deparar com a situação em que nos encontrávamos”, disse Ednir de Paula. “A obra está acontecendo e hoje podemos trabalhar com segurança e atender a nossa comunidade sabendo que o teto não vai cair”, complementou. 
 
Renda extra
 
A presidente da entidade criada há 10 anos destacou a importância do apoio do Governo do Estado na recuperação da sede, um prédio histórico situado no nº 949 da rua De Lamare, entre a Frei Mariano e Antônio Maria Coelho. Ednir de Paula lembrou que 70% da população corumbaense é de afrodescendentes, e o instituto exerce papel relevante nas ações de atendimentos às comunidades quilombolas. “Estamos muito felizes com a recuperação da nossa sede”, disse ela. “O governador este aqui na nossa Ong e falou que iria nos ajudar.”
 
O Instituto da Mulher Negra de Corumbá atua no atendimento às mulheres em situação de vulnerabilidade racial, economia e social na região, que abrange o município de Ladário. Mais de 80 mulheres já foram capacitadas com o curso de corte e costura e, atualmente, um grupo confecciona as fantasias para a Escola de Samba Caprichosos de Corumbá, cordão Flor de Corumbá e o bloco Os Oliveiras. “A capacitação gera autoestima e uma renda extra”, diz Ednir.

Fonte: Subcom


Deixe seu comentário