Dois policiais rodoviários federais em fiscalização de rotina, no Posto da PRF na BR 262, Km 600.0, no município de Miranda, na manhã desta quinta-feira, por volta das 10h38, abordaram dois homens em atitude suspeita, conduzindo um veículo Toyota Etios SD X, placa BAT 3191. Apesar de bem vestidos, com boa linguagem, usando relógios Bulgari, de alto valor comercial, ambos apresentaram um certo nervosismo na tentativa de responder perguntas dos policiais, além de entrarem em algumas contradições.

Segundo N.N. dos Santos, 24, e M.V., 31 – os suspeitos -, eles estariam a caminho da Bolívia para buscar um sobrinho deste último, que estaria fazendo Agronomia no país vizinho. Como o documento do veículo não estava no nome de nenhum dos dois, primeiro informaram que o mesmo seria emprestado de um primo de M.V., que reside em Campo Grande. Depois, disseram que o veículo fora locado na capital, na empresa Unidas Rent a Car.

Ao checar as informações na locadora, em Campo Grande, descobriu-se que na verdade o veículo fora locado numa empresa da mesma franquia em São Paulo e que havia um boletim de ocorrência registrado na 27ª Delegacia de Polícia Civil do Ibirapuera, naquela cidade. Isto porque um cidadão, W.A.M. Cayres, locou o veículo no dia 27 de janeiro e deveria devolvê-lo em  1º de fevereiro, o que não aconteceu. Como um documento falso do  Toyota Etios foi encontrado no nome de N.N. dos Santos e o tal W.A.M. Cayres não foi mais encontrado, uma das ações, agora, é investigar quem é quem ou se um mesmo suspeito não estaria usando dois nomes. 

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário