As mudanças no Programa Minha Casa, Minha Vida, anunciadas nas segunda-feira pelo Governo Federal, devem gerar pelo menos 3 mil empregos diretos e indiretos na cadeia da construção civil em Mato Grosso do Sul ao longo este ano. A estimativa é do presidente do Sinduscon/MS (Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção do Estado de Mato Grosso do Sul), Amarildo Miranda Melo, garantindo que se trata de um número bastante realista.
 
Isso será possível com os ajustes nas faixas de renda e no valor limite dos imóveis que, farão crescer a demanda por novos empreendimentos no Estado.

Fonte: Correio do Estado


Deixe seu comentário