Na semana em que se comemora o Dia Nacional do Livro, em homenagem a fundação da Biblioteca Nacional, fundada em 29 de Outubro de 1810, a escritora aquidauanense, Raquel Anderson, emblematicamente, aproveita o ensejo para divulgar as datas do lançamento do seu livro intitulado: Oswaldão, obséquios pantaneiros.

O lançamento em Aquidauana será no dia 07 de Dezembro e em Campo Grande no dia 09 de Dezembro
Locais e horários serão divulgados no convite, em breve.

Para Raquel os livros são uma das maiores invenções e delicadezas já produzidas pela humanidade, pois, através deles,o homem aprende, inventa, reinventa, reinventa-se,auxilia, expressa-se, adquire saberes científicos, literários e em todos os segmentos do conhecimento humano.

Raquel, hoje com 52 anos, escreve há pouco mais de um ano, atua como colunista e já recebeu um prêmio nacional, selecionada para o livro "Poesias Para Maria" para a cantora Maria Bethânia.


Seu livro reúne contos e poseias  do Oswaldão,o personagem principal, seu pai.

Trata-se de um livro sobre cultura pantaneira, escrito com um viés antropológico, geográfico e uma dose cavalar de humor, aos moldes do Oswaldão, um autêntico homem pantaneiro.

"Fiquei "ouvindo a barulheira que a saudade tinha", fui para Aquidauana, refiz seus trajetos, procurei os bares, ouvi histórias, arranquei das minhas memórias inspiração, força e emoção, poetizei, rimei e recheei com muito humor causos e estórias, fui fiel a sua autenticidade, me doei inteiramente e pretendo unicamente deixar o legado do que é um autêntico homem pantaneiro."

A escritora relata seu processo de criação com grandiosa demonstração de  amor e aptidões para o ofício literário, atribui às simplicidades da vida suas maiores inspirações.

Historiadora, amante de antiguidades, preserva pertences e legados familiares.

Até o berço do Oswaldão foi resgatado, com 88 anos, será utilizado para expor os livros no lançamento.

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário