O Governo Federal promete concluir no prazo de dez meses.
O governo federal já começou a executar o plano que vai por fim à espera de mais de 40 mil pessoas pela casa própria. O programa Minha Casa Minha Vida reiniciou obras paralisadas de 10.609 unidades habitacionais em 25 municípios de 15 Estados brasileiros.

De acordo com o Ministério das Cidades, as construções encontram-se em estágio avançado de conclusão, com  graus variados em função de especificidades de cada obra.

O anúncio da retomada foi feito para empresários e trabalhadores do setor da construção civil pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, em solenidade no Palácio do Planalto, na quinta-feira (11), e, ainda segundo a pasta, o início das obras foi imediato após o comunicado.

“Hoje estamos demonstrando a determinação do presidente em exercício, Michel Temer, não só com a recuperação da economia, mas também com as conquistas sociais do brasileiro, neste caso, em especial, com a moradia, com seu lar”, declarou o ministro das cidades no anúncio da retomada.

As construções que serão concluídas pertencem à Faixa 1 do programa. Isto é, atendem a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil e serão financiadas pela Caixa e pelo Banco do Brasil.

Fim da paralisia

Além disso, o governo anunciou, também, a contratação de 40 mil unidades habitacionais na faixa 1,5 que contemplará famílias com renda mensal bruta até R$ 2.350.

O município mais beneficiado será Palmeira dos Índios, em Alagoas, onde serão finalizadas 1.120 obras de dois empreendimentos. O investimento no município é de R$ 54.129.600. Em todo o Brasil, são 33 empreendimentos nos quais o governo federal aplicará R$ 167.200.310,92.

“Passo a passo, deixamos para trás a paralisia. Estamos ajudando a reconstruir o Brasil e, no caso especial do Minha Casa Minha Vida, deixando claro que se trata de um programa de Estado, por oferecer moradia digna aos mais carentes”, disse Bruno Araújo, que promete a conclusão de todas as mais de 50 mil obras paralisadas em 10 meses.

Compromisso com MCMV

Além das 10.609 obras em andamento, o ministro das cidades, Bruno Araújo, já anunciou a retomada de outras 4.232 unidades habitacionais do Minha Casa Minha Vida desde que assumiu a pasta, o que ele destaca como sinal do compromisso do governo federal com o programa.  Até o início deste mês, mais de 2,9 mil unidades foram entregues.

Para 2017, Bruno Araújo anunciou que o orçamento da habitação vai ganhar investimento de R$ 7 bilhões de recursos do FGTS e fixou como meta a contratação de 600 mil unidades. As 15 mil famílias que precisam ser removidas dos canteiros de obras do PAC também serão atendidas pelo programa.

Ao final deste ano, em todo o Brasil, o MCMV terá ultrapassado a marca de três milhões de unidades entregues. Ao todo, mais de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal


Deixe seu comentário