O curso que tem 360 horas/aulas de duração, oferece 40 vagas
Através de edital publicado no Diário Oficial do Estado de terça-feira (4), a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul abriu inscrições para o curso de pós-graduação Latu Sensu em Ciências Policiais e Gestão em Segurança Pública, para o aperfeiçoamento dos oficiais.
 
O objetivo do curso é preparar os oficiais-alunos de forma teórica e prática para atuar em diferentes níveis e funções da administração pública militar, desenvolver e aprofundar os conhecimentos nas atividades de competência, tornando-os mais qualificados para administrar os desafios existentes no ambiente organizacional da segurança pública.
 
Realizado em parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, o curso que tem 360 horas/aulas de duração, oferece 40 vagas exclusivamente para capitães que atenderem os requisitos exigidos no edital, sendo a classificação por antiguidade no posto, critério para o preenchimento.
 
Além de ser capitão é requisito para concorrer a uma das vagas não estar sendo processado pela Justiça por crime hediondo ou ter condenação transitada em julgado, não ser réu em ação penal comum pela prática de crime doloso, não possuir o curso de aperfeiçoamento de oficiais, ter graduação de nível superior em qualquer área do conhecimento, ter sido considerado apto no último Teste de Aptidão Física semestral, estar classificado dentro do número de vagas e ser aprovado em todas as fases do processo seletivo.
 
As inscrições começam hoje e seguem até quarta-feira da próxima semana, dia 12 de outubro, sendo as fases seguintes a entrega da ficha de inscrição e documentos, o deferimento das inscrições e encaminhamento para matrícula e o exame de saúde, realizado pela Junta de Inspeção de Saúde Ordinária (JISO).
 
Para inscrições e maiores informações basta acessar o site da Polícia Militar no endereço eletrônico www.pm.ms.gov.br e clicar no bannerInscrição CAO/16, ou o Diário Oficial do Estado desta terça-feira clicando aqui. O edital está publicado das páginas 49 a 56 do DOE.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário