Antonio Brand, 62 anos, mestre e doutor em História
O professor Antônio Jacó Brand, mestre e doutor em História, morreu na manhã desta terça-feira (3) em Porto Alegre (RS). O pesquisador tinha 62 anos e era natural do Rio Grande do Sul, mas residia e trabalhava em Mato Grosso do Sul.
 
Brand era coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas das Populações Indígenas (Neppi), da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, onde atuou como professor por 16 anos.
 
A trajetória do historiador foi marcada pela luta em defesa das populações indígenas do estado. A tese escrita por Brand, intitulada como “O impacto da perda da terra sobre a tradição Kaiowá/Guarani: os difíceis caminhos da Palavra”, fala sobre os processos históricos que levaram os indígenas ao confinamento em Mato Grosso do Sul e sobre os impactos culturais e sociais vividos por esses povos no estado.
 
Segundo informações da UCDB,  Brand  estava internado por causa de uma cirurgia cardíaca. Ele era casado e tinha uma filha. O sepultamento será realizado em Montenegro (RS), cidade natal do docente.

Fonte: G1 MS


Deixe seu comentário