A primeira etapa do Circuito Banco do Brasil Nacional 2016/2017 conheceu seus campeões nesta quinta-feira (22.09), em Campo Grande. Ana Patrícia/Carolina Horta (MG/CE) e Daniel Lazzari/Anderson Melo (SC/RJ) foram os grandes vencedores da competição que abriu o calendário nacional, com bom público nos jogos realizados no Parque das Nações Indígenas.
 
As duas duplas eram as cabeças de chave do torneio e, com a medalha de ouro, serão promovidas ao Circuito Brasileiro Open (primeira divisão) na próxima etapa, em Brasília (DF).
 
Ana Patrícia e Carolina Horta não deram chances para as adversárias. Perderam apenas um set em todo torneio. Na final, triunfo por 2 sets a 0 (21/19, 21/14), em 34 minutos, com direito a virada no primeiro set, quando chegaram a perder por 18 a 17. Após o ouro, a campeã mundial Sub-21 e a medalhista pan-americana comemoram a atuação.
 
"Estamos muito felizes com o resultado. O vento nos assustou um pouco, pois a intensidade que vimos aqui não é muito comum. Conseguimos extrair o melhor de nossa dupla, somos duas garotas altas e exploramos bem este fator em nosso favor. Nosso objetivo era conseguir uma boa pontuação para voltarmos a disputar as etapas do Open. Conseguimos o que nos deixou muito felizes", disse Ana Patrícia.
 
Apesar de Ana Patrícia ser uma das maiores atletas do circuito, com 1,94m, a dupla se revezou na função do bloqueio, deixando o atleta responsável pelo saque mais ‘solta’. Tática aprovada por Carolina Horta, que também já atuou como bloqueadora.
 
"Nós nos revezamos no bloqueio e isso foi muito importante em nossa estratégia. Assim conseguimos desafogar a Ana, que não precisa se desgastar tanto no deslocamento do saque para o bloqueio. Eu já joguei como bloqueadora, então já estava acostumada a exercer essa função também. Esse revezamento foi fundamental para conquistarmos este título".
 
Na disputa da medalha de bronze, vitória de Amanda e Fernanda Nunes (RJ) por 2 sets a 0 (21/13, 21/14), em 31 minutos, sobre Juliana Simões e Flávia (PR/RJ), completando o pódio. Foi a primeira etapa da dupla medalhista de bronze, que iniciou projeto agora.
 
Daniel Lazzari e Anderson Melo (SC/RJ) superaram na final Pedro Henrique e Felipe Cavazin (PB/PR) por 2 sets a 0 (21/18, 21/15), em 34 minutos de partida. A campanha da parceria contou com quatro vitórias e uma derrota no primeiro torneio deles juntos.
 
"Esse titulo significa muito, acabamos de montar essa equipe com grandes objetivos. Começamos com o pé direito é bom pelo trabalho que estamos fazendo. O Daniel é um jogador espetacular, agora queremos continuar somando pontos, alcançar outros objetivos", analisou o carioca Anderson Melo após a conquista do ouro.
 
"Foi uma parceria decidida de última hora, poderíamos esperar qualquer coisa. Jogamos muito concentrados, cada um fazendo sua parte nos fundamentos, poder melhorar a virada de bola. Crescemos ao longo do campeonato, acertamos detalhes de levantamento, virada de bola, relação de bloqueio e defesa. O jogo foi fluindo, mantivemos a paciência sempre e o resultado veio. Fomos campeões, acho que o ponto forte foi sermos pacientes um com outro, sabíamos que erros aconteceriam, pela falta de entrosamento", disse Daniel Lazzari.
 
Já na disputa de bronze do torneio masculino, melhor para o atleta da casa Benjamin, que disputou os Jogos de Atenas, em 2004, e seu parceiro Fernandão (MS/ES). Eles venceram Gabriel Pereira e Ramon Gomes (RJ) por 2 sets a 0 (12/21, 21/19, 5/15), em 45 minutos.
 
O Circuito Banco do Brasil Nacional passará por nove cidades até 2017. As cinco etapas realizadas até o final deste ano já estão definidas e acontecem em Campo Grande (MS), Brasília (DF), Uberlândia (MG), Maringá (PR) e São José (SC). Os times campeões de uma etapa do Nacional nos dois naipes recebem prêmio de R$ 7.250,00.
 
Apesar de não garantir classificação direta ao Circuito Brasileiro Open, as duplas campeãs de uma etapa do Nacional fazem mais pontos (260) do que o quinto colocado de uma etapa Open (240). Com isso, a tendência é que ao longo do ano ocorram diversas trocas de posições entre duplas de ambos os circuitos, aumentando a importância das duas competições.

Fonte: CBV


Deixe seu comentário