Os estudantes que seguem religiões sabatistas, ou seja, que guardam os sábados, têm atendimento especial no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
 
Nesta edição, dos 101.902 atendimentos específicos deferidos, 76.275 foram para sabatistas. De acordo com o edital do exame, esses participantes não poderão solicitar tempo adicional.
 
Para eles, o teste só começa ao anoitecer do sábado (5), mas o dia de prova começa antes: os estudantes ficam reunidos em uma sala, em local de prova, desde o início do exame para os outros alunos, evitando assim fraudes.
 
O participante que marcou a opção “guardador de sábado por convicção religiosa” deverá comparecer ao local de realização às 12h (horário de Brasília) e aguardar até as 19h (horário de Brasília). Devido ao fuso, os participantes de Roraima, Rondônia, Amazonas, Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul deverão aguardar até as 19h do horário local.
 
Durante a espera, a partir da entrada na sala de provas, os participantes sabatistas não podem fazer nenhum tipo de consulta, comunicação ou manifestação até o fim do exame, sob pena de eliminação do Enem.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Inep


Deixe seu comentário