O emprego formal cresceu em Mato Grosso do Sul em agosto. No mês passado, a geração de postos de trabalho foi de 0,21% em comparação a julho. Foram 19.623 trabalhadores admitidos contra 18.546 desligados no mesmo período, resultando um saldo positivo de 1.077 vagas de trabalho.
 
Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na sexta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho. Com o resultado, Mato Grosso do Sul fica em sétimo lugar no ranking dos estados que mais empregaram no mês de agosto, ficando atrás de Pernambuco (9.035), Paraíba (5.905), Alagoas (4.099), Santa Catarina (3.014), Maranhão (2.246) e Rio Grande do Norte (2.237).
 
Segundo o Caged, são levantados dados da evolução do emprego formal em municípios com mais de 30 mil habitantes. Em Mato Grosso do Sul, as cidades de Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Rio Brilhante, Sidrolândia e Três Lagoas fazem parte do levantamento do Ministério do Trabalho.
 
No Estado, o emprego formal apresentou resultado positivo em 11 das 14 cidades pesquisadas, com destaque para Nova Andradina (485), Dourados (242) e Três Lagoas (167). As três cidades que apresentaram resultados negativos, fechando mais vagas do que abrindo, foram Campo Grande (-249), Ponta Porã (-31) e Coxim (-16).
 
Os setores de atividade econômica que contribuíram para o saldo positivo de 1.077 vagas trabalho em Mato Grosso do Sul foram o da construção civil, que abriu 609 vagas no mercado de trabalho, da indústria de transformação (404) e da agropecuária (172). Já o setor de serviços foi único que apresentou recuo com o fechamento de 197 postos de trabalho.
 

Fonte: Governo do MS


Deixe seu comentário