A princípio, foi identificado como Valmir Leite Junior o homem encontrado no porta-malas de um Fusion, carbonizado. O carro foi encontrado em uma estrada vicinal em Dourados, cidade que fica a 225 quilômetros de Campo Grande, e o advogado teria sumido após levar um cliente ao Paraguai.
 
Conforme as primeiras informações, o carro, um Fusion prata com placas de São Paulo (SP), foi comprado há aproximadamente dois meses pelo advogado. O veículo tinha uma avaria em uma das portas, que com o incêndio reapareceu, mesmo após ele ter consertado, o que ajudou a polícia a identificar de quem era o carro.
 
A placa do veículo foi localizada caída no chão e teria se soltado por conta do incêndio. Além de advogado, Valmir era repórter fotográfico e tinha acabado de começar um curso de medicina no Paraguai. As características do corpo encontrado, de uma pessoa alta, e a arcada dentária levam a crer que o corpo seja do advogado.
 
Valmir usava aparelho e tinha diastema, um espaçamento entre os dentes da frente, o que leva a crer que seja ele a vítima carbonizada. Familiares estão na delegacia de Dourados e relataram que Valmir saiu na quarta-feira para levar um cliente para ser apresentado no Paraguai e depois disso sumiu.
 
O caso é tratado como homicídio e segue em investigação. Por conta do estado em que o corpo foi encontrado, ainda há dificuldade de confirmar que a vítima seja Valmir, porém a polícia trabalha com essa hipótese. Material genético foi colhido do pai de Valmir e será encaminhado para o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Campo Grande, onde passará por exames para comparar o DNA.

Fonte: Midiamax


Deixe seu comentário