A dor da perda dos filhos foi transformada no desejo de mudança e na luta pela paz
Os quatro anos da morte dos jovens Breno Silvestrini e Leonardo Fernandes, assassinados em agosto de 2012, serão lembrados com uma missa campal e a 1ª Feira Amigos da Fronteira, que serão realizadas no próximo domingo, dia 21 de agosto, no Bosque da Paz Breno e Leonardo, em Campo Grande.
 
Após a celebração da missa, marcada para às 9 horas, haverá o lançamento da Feira Amigos da Fronteira. "A ideia é que essa feira se perpetue em nossa cidade a cada terceiro domingo do mês e que, principalmente, seja sempre uma representação viva e pulsante dos nossos ideais: mais fraternidade, união e cidadania. Isso resume tudo: o problema do outro sempre também é seu. Venham todos com espírito de amor e colaboração, vamos fazer pulsar esse sentimento no coração de todos nós e de quem estiver conosco naquele e em todos os outros dias", convida Ângela Fernandes, vice-presidente da Associação.
 
A feira terá shows, apresentações de dança, brinquedos e oficina de origami de graça para crianças, biblioteca itinerante, exposição de artes e venda de artesanatos, comidas e bebidas. O evento não tem fins lucrativos para a Associação Mães da Fronteira e o dinheiro arrecadado será dos próprios artesãos e comerciantes que estarão expondo seus produtos.
 
Nessa primeira edição, está confirmada a participação dos Grupos Acaba (músicas regionais), Litani (dança do ventre), Happy Hop (street dance), Expressão de Rua (dança urbana), T'ikay (dança folclórica boliviana) e do grupo cigano Isa Yasmin, além de cerca de 80 artesãos e 20 comerciantes do ramo alimentício.
 
De acordo com Lilian Silvestrini, presidente da Associação Mães da Fronteira, o objetivo do evento é oferecer um local de lazer e convívio para as famílias campo-grandenses. "Queremos dar uma boa ocupação para o Bosque da Paz Breno e Leonardo, que leva o nome dos nossos filhos, e achamos que uma forma de os homenagear é promovendo a paz, a união, a amizade e a confraternização".
 
Serviço - A missa campal em homenagem aos quatro anos da morte dos jovens Breno e Leonardo será às 9 horas da manhã, no Bosque da Paz, que fica na rua Folhagens, entre as ruas Mário de Andrade e Kame Takaiassu, no bairro Carandá Bosque I, em Campo Grande. Após a missa, haverá o lançamento da Feira Amigos da Fronteira prevista para terminar às 17h.
 
Quatro anos de saudade - A dor da perda dos filhos foi transformada no desejo de mudança e na luta pela paz, que fez com que as mães Lilian Silvestrini e Ângela Fernandes fundassem a Associação Mães da Fronteira, em setembro de 2013, com o objetivo de melhorar as políticas públicas e o policiamento nas fronteiras de Mato Grosso do Sul.
 
Breno, na época com 18 anos, e Leonardo, de 19, foram mortos no dia 30 de agosto de 2012 depois de serem sequestrados na saída de um bar, em Campo Grande, por bandidos que queriam a caminhonete em que os jovens estavam para trocar por drogas, no Paraguai. 

Fonte: Da Redação


Deixe seu comentário