O montante de R$ 2,5 bilhões já está sendo destinado aos beneficiários do Bolsa Família. O repasse, referente ao mês de setembro, é feito por meio do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). O pagamento começou a ser realizado na última segunda-feira (19) e seguirá até o dia 30 em todo o País.
 
O valor médio de R$ 182,03 beneficiará 13,9 milhões de famílias. Os recursos ficam disponíveis para saque durante 90 dias. O valor repassado varia conforme o número de membros da família, a idade de cada um e a renda declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. 
 
O pagamento é feito de forma escalonada. No primeiro dia, recebem as famílias com Número de Identificação Social (NIS) de final 1. No segundo dia, os cartões terminados em 2 e, assim, sucessivamente.
 
Reajuste
 
Os inscritos no programa estão recebendo o Bolsa Família com aumento desde julho, quando foi concedido, pelo governo federal, um reajuste de 12,5% no valor do benefício médio.
 
Desde então, os valores máximos mensais para quem pode receber o benefício passaram de R$ 77 para R$ 85 (situação de extrema pobreza) e de R$ 154 para R$ 170 (situação de pobreza).
 
Inclusão produtiva 
 
O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, tem reiterado que o Bolsa Família será aprimorado e não sofrerá cortes. O ministério está elaborando uma estratégia de ação voltada à inclusão produtiva dos inscritos no programa. A intenção é promover a autonomia dos beneficiários, por meio de investimentos na geração de emprego e renda.

Fonte: Governo Federal


Deixe seu comentário