Servidora pública Luciene de Freitas Souza, 43 anos, encontrada morta na piscina da casa onde morava, foi assassinada, segundo a Polícia Civil, que descartou afogamento. Corpo foi encontrado pela filha, de 17 anos, na manhã de ontem, no Bairro Marcos Roberto, em Campo Grande.
 
Titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Ariene Murad, disse ao Portal Correio do Estado que vítima teve “morte violenta”, mas que mais detalhes serão repassados posteriormente em coletiva de imprensa, para não atrapalhar as investigações.
 
Vítima teria saído na noite de domingo (12) para ir a um bar, onde se envolveu em discussão com algumas pessoas.
 
Filha da vítima disse à polícia que escutou portão abrindo por volta das 22h e o carro de Luciene entrando na garagem, mas não viu a mulher dentro de casa. Corpo foi encontrado por volta das 6h40 do outro dia.
 
Testemunhas e familiares estão sendo ouvidos. Polícia não informou se já há um suspeito para o crime.

Fonte: Correio do Estado


Deixe seu comentário