Foram apreendidos 39 celulares, 32 carregadores, cinco fones de ouvido, 344 gramas de maconha
Uma nova operação pente-fino em busca de materiais proibidos foi realizado na última quinta-feira (29) no Estabelecimento penal Jair Ferreira de Carvalho (Penitenciária de Segurança Máxima), na Capital. Essa, foi a terceira revista geral no presídio em cerca de 30 dias, e desta vez abrangeu todas as celas do pavilhão 2.
 
Coordenada pela diretoria de Operações da Agepen, a ação durou cerca de quatro horas e contou com a participação de 25 agentes penitenciários, que realizaram as vistorias. Sessenta policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar atuaram na contenção dos presos. Toda a operação transcorreu sem nenhuma alteração.
 
Conforme relatório da direção da penitenciária, foram apreendidos 39 celulares, 32 carregadores, cinco fones de ouvido, 344 gramas de maconha e 60 gramas de cocaína.
 
De acordo com o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, a intensificação na realização de vistorias gerais faz parte da programação de ações de segurança do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com o objetivo de coibir o uso de materiais ilícitos pelos detentos.
 
Tal iniciativa, ressalta Stropa, é um complemento às demais ações que vêm sendo executadas pela agência penitenciária, que têm conquistado novos equipamentos para auxiliar nas revistas de visitantes, bem como a realização diária de vistorias menores em locais pontuais e em áreas onde podem ocorrer arremessos externos.

Fonte: Da Redação - Com informações assessoria


Deixe seu comentário